Pais - Informação

Início  

Anterior

A Diabetes e a Escola

DIABETES                               

A Diabetes é uma doença crónica que se caracteriza pelo aumento dos níveis de açúcar (glicose) no sangue e pela incapacidade do organismo em transformar toda a glicose proveniente dos alimentos, devido à produção insuficiente ou nula de insulina.

Nas crianças e jovens o tipo de Diabetes mais frequente é a Diabetes tipo 1, em que as células beta do pâncreas deixam de funcionar e, por isso, a insulina deixa de ser produzida. Desta forma, o açúcar não entra nas células e acumula-se no sangue.

O QUE É NECESSÁRIO PARA A MANTER CONTROLADA    

A Diabetes não tem cura mas pode ser controlada através da administração de injecções de insulina várias vezes ao dia, exercício físico e alimentação saudável. Para equilibrar estes factores é importante que a criança / jovem avalie a sua glicemia (nível de açúcar no sangue), várias vezes ao dia e que consiste, na recolha de uma gota de sangue obtida pela picada de um dedo da mão que se coloca numa tira e se introduz num aparelho.

O controlo e tratamento tem de ser realizado, nomeadamente, na Escola, logo, é importante que os Professores e colegas sejam informados das particularidades e complicações da Diabetes.

DESCOMPENSAÇÕES         

É importante alertar, que as crianças / jovens diabéticos podem em qualquer altura, sofrer dois tipos de descompensações para as quais é preciso estar atento: hipoglicémia e hiperglicémia.

HIPOGLICÉMIA                        

Ocorre quando o nível de açúcar no sangue está muito baixo o que pode suceder pelo atraso ou omissão de uma refeição, exercício físico mal programado ou dose excessiva de insulina administrada. As manifestações de hipoglicémia podem variar de criança para criança / jovem, daí a importância de conhecer cada um.

Manifestações de hipoglicémia:

  • Sensação de fome;

  • Mal-estar, má disposição;

  • Sonolência, confusão, desatenção;

  • Dores de cabeça, tremores, tonturas;

  • Palidez, suores;

  • Fraqueza muscular, descoordenação motora;

  • Alterações do comportamento;

  • Alterações do estado de consciência (convulsões, coma).

O que fazer:

O tratamento da hipoglicémia deve ser imediato e sem alarmismos. Muitas vezes as crianças / jovens reconhecem os sintomas e até confirmam, avaliando a glicemia, e actuam discretamente. Se tal não acontecer e identificar as manifestações referidas deve:

  • Dar 1 ou 2 pacotes de açúcar ou uma bebida açucarada;

  • Quando começar a recuperar oferecer um suplemento alimentar (pão ou bolachas) e a seguir reiniciar as actividades;

  • Se a criança / jovem não conseguir comer nem beber e/ou se estiver inconsciente ou com convulsões, deve administrar-lhe imediatamente uma ampola de Glucagen (pode ser administrada por qualquer pessoa desde que ensinada para o fazer);

  • No caso de não haver melhoria do estado de consciência deve recorrer ao Centro de Saúde ou Hospital mais próximo.

 Num caso de hipoglicémia, actuar imediatamente.

Nunca deixe esta criança / jovem sozinho, nem nunca a envie sozinha ao Centro de Saúde ou Hospital.

HIPERGLICÉMIA                        

Ocorre quando o nível de açúcar no sangue está muito elevado, devido a alimentação desequilibrada, dose de insulina insuficiente, início de uma doença vulgar (ex. gripe, amigdalite, etc.)

Manifestações de hiperglicémia:

  • Sede intensa; hálito a maçãs;

  • Necessidade frequente de urinar; vómitos;

  • Cansaço;

  • Atitude passiva e desinteressada.

 O que fazer:

Informar os pais.

RECOMENDAÇÕES                        

A qualidade de vida das crianças / jovens com Diabetes depende do controlo adequado da doença 24 horas por dia, logo, têm o direito e dever de cuidar da sua saúde enquanto estão na Escola.

Assim, recomendamos:

PROFESSORES E EQUIPA ESCOLAR  

  • Permita ao seu aluno diabético, não só beber, ir ao WC, mas também, que ingira alimentos açucarados logo que sinta necessidade, seja na aula ou no recreio;

  • Permita que a criança / jovem coma o seu lanche habitual a meio da manhã e da tarde;

  • Permita que o aluno coma nas aulas se houver essa necessidade;

  • É muito importante que a criança / jovem diabético tenha uma vida escolar idêntica à dos seus colegas, nomeadamente, participar activamente em todas as actividades escolares, incluindo a educação física e viagens de estudo;

  • A Escola deve proporcionar um local cómodo para a administração de insulina antes das refeições e providenciar prioridade de acesso ao refeitório;

  • Verifique se o aluno necessita de um suplemento alimentar para as actividades físicas.

TODOS IGUAIS ...                      

As crianças e jovens diabéticos correctamente controlados:

  • Podem e devem participar em todas as actividades escolares sem qualquer tipo de discriminação;

  • Podem e devem ter uma alimentação normal, saudável e equilibrada, idêntica à dos seus colegas, com excepção dos produtos açucarados (rebuçados, chocolates, refrigerantes, etc.) reservados para situações de baixa de açúcar.

  • É importante realizar 6 - 7 refeições diárias, incluindo um pequeno lanche a meio da manhã e da tarde; pode ainda ter necessidade de fazer um suplemento alimentar quando há atraso na saída da aula (para evitar baixa de açúcar);

  • O exercício físico é importante para todos os jovens incluindo os que têm Diabetes, pois para além de outros benefícios, vai provocar uma diminuição do nível de açúcar no sangue o que ajuda no controlo da Diabetes.

  • Assim, a criança / jovem diabético, pode e deve praticar nas mesmas actividades físicas e desportos que os colegas, desde que o Professor de educação física esteja informado e faça um suplemento alimentar antes da actividade, e se necessário, repeti-lo a meio e/ou no final;

  • Podem e devem fazer as vacinas que fazem parte do Plano Nacional de Vacinação.

CRIANÇA / JOVEM DIABÉTICO E PAIS               

  • Devem informar o pessoal escolar e os colegas mais próximos acerca da Diabetes e dos cuidados a ter;

  • Não deve falhar refeições;

  • Deve trazer sempre consigo açúcar e bolachas ou pão;

  • Fazer os testes de glicemia sempre que necessário e administrar as suas doses de insulina.

Sempre que seja necessário algum tipo de esclarecimento pode ser pedida a colaboração à Equipa de Saúde do Serviço de Pediatria do Hospital São Teotónio - Viseu, ou o Centro de Saúde da área da criança / jovem diabético

NÃO ESQUECER                      

A colaboração do Professor e Equipa Escolar é fundamental para garantir:

  • A segurança da criança / jovem;

  • A normal integração da criança na Escola com participação activa em todas as actividades;

  • O normal desenvolvimento psicomotor e afectivo;

  • O sucesso escolar;

  • O bom controlo da Diabetes prevenindo complicações;

  • Uma Vida com Qualidade.

A garantia de cuidados à criança / jovem diabético na Escola é indispensável a curto prazo, para a sua segurança e, a longo prazo, para alcançar todo o potencial académico e uma plena qualidade de vida.

Cima